E eu começo a ficar boa…

Cantem os anjos, rufem os tambores, abram-se as cortinas!

Eis que encontro A LUZ!

Um dia descubro, através de um grande amigo meu, uma coisa chamada microfisioterapia.

Por questões também sexuais dele, que não vêm ao caso, a psicóloga que o acompanha indicou este tratamento.
Quando soube, meu coração se encheu de esperança e bons pressentimentos.

Mas o que vem a ser isso?

Vamos lá!

Primeiramente vale ressaltar que este é um tipo de especializaçao que pode ser feita somente por médicos ou fisioterapeutas.

É uma técnica desenvolvida na França, que acha no corpo diversos nós – basicamente emocionais – que começam a ser somatizados, causando os mais diversos males ao nosso corpo. Através de toques específicos no nosso corpo, os traumas são identificados, e nos é informado o que e quando aconteceram (assustador, você se sente numa consulta com vidente!), e utilizando-se ainda destes toques, eles começam a reprogramar o  seu organismo, colocando-o em estado de auto-cura.

Esses profissionais conseguem localizar marcas até mesmo embrionárias ou pré-gestacionais, coisas que eram da sua mãe, pouco antes de engravidar.

É bem diferente de tudo que você já viu, com certeza. Eu fui a primeira sessão agora em Maio, com o profissional indicado pela psicóloga do meu amigo.

E o melhor de tudo: ELE SABIA O QUE ERA VULVODÍNIA. Não fez aquela cara de “AHN?” ou confundiu com vaginismo, etc…

O alívio e conforto que senti ao ouvir e ver sua resposta e expressão calmas e seguras sobre o assunto foi inexplicácel.

-Conheço sim, claro. Vulvodínia é um tipo de alodínia, na região vulvar…
E prosseguiu explicando as diversas causas que isso pode ter.

É como uma mistura de medicina com psicologia, incrível. Ele disse que eu precisarei de 3 a 4 sessões. A primeira foi mais para mapear todas as minhas questões, mas ele já começou uma leve reprogramação.

Agora, às vésperas da próxima sessão, estou muito feliz e confiante mesmo. A minha libido aos poucos foi voltando, voltando, a ponto de eu pensar “Nossa! EU ERA ASSIM E TINHA ESQUECIDO”.

Como é bom sentir desejo, vontade, tesão, e como isso é extremamente importante no reconhecimento de nossa feminilidade.

Sempre adorei sexo, sempre fui estilo insaciável, e essa situação pirou minha cabeça legal, a ponto de eu quase aceitar e me conformar em ficar daquele jeito pra sempre.

Sim, eu tentei novamente, e ainda senti dores. Diria que doeu uns 10% menos, mas não fiquei mais desesperada, até porque ele me disse que não seria de uma hora pra outra. Mas dane-se, a tentativa foi frustrada, mas eu continuei querendo, com vontade, e dessa vez consegui fazer mil outras alternativas com meu namorado. Sinto plenamente que agora é só questão de tempo.

E como os dias começaram a ficar mais coloridos… 🙂

——————————-
Sobre a microfisioterapia, vocês podem ter mais informações na Wikipedia ou no site www.microfisioterapia.org

Na lista de “profisisonais”, você localiza pessoas no Brasil todo. Caso queira ir no meu – já que está dando certo – é só me pedir pelo espaço de comentários que eu passo o contato.

BEIJOS, e até a próxima!

Anúncios

11 ideias sobre “E eu começo a ficar boa…

  1. Aline

    Ah, que coisa boa!! Nunca havia ouvido falar em microfisioterapia! rsrs Torço para que vc melhore e fique 100% novamente!

    Dei uma olhada no link e encontrei profissionais na minha cidade, tomara que eles também saibam o que é vulvodínia rsrs

    Bjs

    Resposta
  2. lidiane

    Oi, descobri a pouco tempo que tenho vulvodine… nao sei muita coisa sobre… encontrei seu bolg e estou adorando! me passa seu e-mail?
    Obrigada

    Resposta
  3. Debora

    Serio, meus olhos encheram de lágrimas quando encontrei esse blog! “Nao estou sozinha”, pensei!! Estou passando por esse problema há 4 anos, e tambem estou na incansável busca pela cura! Já li e reli matérias sobre a vulvodinia, mas nunca assim, tao pessoal e intimo!

    Obrigada de verdade pelo blog!

    Bjs

    Resposta
    1. Lika Autor do post

      Oi, Débora.
      Sei bem como é essa dor e sensação de solidão!
      Seja bem-vinda, e saiba que agora você tem mais pessoas que te entendem e estão dispostas a ajudar!
      Caso queira participar da nossa lista de discussão é só falar! Beijos, e fique calma, ficaremos boas! =)

      Resposta
      1. Debora

        Lika,
        Gostaria de participar da lista de discussao sim! Como faço?

        Bjs

  4. Pingback: Dia dos Namorados x Vuldodínia: TENSO | Vulvodinia tem jeito!

  5. Carol

    Sou mais uma da lista….olá a todas, Lidiane você está dando muita força pra muitas mulheres como eu , eu tenho há quase um ano………….

    Resposta
  6. Ana

    olá,sou a Ana,e tambem sofro de vulvodinia! Fez um um ano o mês passado…fiquei feliz por encontrar este blog e quem sabe…beijo pra todas

    Resposta
    1. Lika Autor do post

      Joceline,

      Não tenho mais, só lembro que era em Botafogo.
      Até porque, piorei novamente mesmo depois de 3 sessões.

      Abs!

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s