Vulvodínia x Vaginismo

Muito provavelmente quando você começar a procurar ajuda, vai se deparar com profissionais e amigos que fazem a maior confusão com o seu problema.

Até hoje minha mãe acha que meu problema é falta de lubrificação, e uma amiga psicóloga perguntou esses dias “e como tá o seu problema do ressecamento?”.

Não, minha gente, não! Lubrificação é o que não me falta. O que eu sinto é como se tivessem jogando ácido ou encostando uma brasa em mim.

Até mesmo minha ex-terapeuta quando foi procurar uma terapeuta sexual para pedir ajuda no meu tratamento, voltou com uma mágica solução baseada em “exercícios musculares”. Mas, como eu já tinha lido tudo, sabia que este é o tratamento para Vaginismo. Ou seja, nem ela, nem a colega de profissão especialista no vuco vuco entenderam direito o que se passa comigo. Mas não podemos culpá-los, ou julgá-los incompetentes. É uma “doença” que está sendo diagnosticada há relativamente bem pouco tempo. Nós, enquanto pacientes e sofredoras, é que precisamos estar muito bem informadas para não nos submetermos a tratamentos equivocados.

Pois bem, vamos às diferenças!

O Vaginismo é quando ocorre a contração involuntária dos músculos da vagina, impossibilitando a penetração e causando dor. Este distúrbio ocorre somente durante o ato sexual ou tentatva de.

A Vulvodynia é a sensação de dor, mais comumente manifestada na forma de ARDOR, mediante qualquer toque na vulva e vagina, não necessariamente em relações íntimas, não havendo ligação com a contração muscular. Há mulheres que não conseguem nem usar calça justa, absorvente interno ou ficar sentadas muito tempo que a queimação as ataca.

O Vaginismo tem fundo emocional e já possui tratamentos mais eficazes, com psicólogos e exercícios musculares.

Já Vuvodínia pode também ter causa emocional, mas também hormonais, de alimentação, entre outros. E o tratamento é na verdade um conjunto de tantativas baseadas nas hipóteses da causa. Como a recomendação é sempre que se faça tudo junto, quando a paciente se recupera, nunca se sabe ao certo qual foi o tiro certeiro.

Também acho importante esclarecer a definição de Dispareunia, que é o nome dado a todo e qualquer tipo de dor no ato sexual, seja de qual origem for, tanto em mulheres quanto em homens. Ou seja, tanto o Vaginismo quanto a Vulvodínia são Dispareunias.

Bem, sei que tinha ficado de contar mais uma saga da minha busca pela cura, mas lembrei dessa questão que considero fundamental sabermos quando estamos à procura de ajuda!

Beijos e até a próxima!

Anúncios

8 ideias sobre “Vulvodínia x Vaginismo

  1. Rodrigo Alves

    Bom dia Lika, minha namorada sofre com Dores na hora da Penetração, ás vezes não conseguimos nem ter a relação pois, ela diz que está doendo muito. Ela já foi à ginecologista dela e a mesma disse que está tudo ok com ela e falou que isso poderia ser um problema psicológico dela. Agora estamos com Dúvidas se ela tem Vaginismo ou Vulvodínia, queria saber qual Especialista devemos procurar. ou ela deve ir em um psicólogo primeiro. desde já muito obrigado e prabéns pelo Artigo.

    Resposta
    1. Lika Autor do post

      Olá, Rodrigo!

      Somente um médico poderá avaliar se é vaginismo ou vulvodínia. O vaginismo provoca a contração involuntária dos músculos da vagina, impedindo a penetração. A vulvodínia é a sensação geralmente de queimação a qualquer toque o estímulo na região da vulva. Se você clicar em “com quem tratar”, ali em cima do blog, terá uma relação de vários médicos e fisioterapeutas no Brasil que tratam da vulvodínia. Convidamos sua namorada a fazer parte do nosso grupo de discussão.

      Abraços e boa sorte!

      Resposta
  2. TAISSA

    Lika, sinto muita ardência na hora da penetração e depois de algum tempo ainda durante a relação. Hoje, depois de milhões de tratamentos, fui a um novo ginecologista que disse que eu tenho vulvodinia. Já me disseram milhões de coisas, mas a que sempre ouvi é a cândida. Tomo vacina pra combater mas parece que já fiquei resistente porque agora a dor voltou com toda intensidade. Já fiz milhões de tratamentos. Pomada via oral, intravaginal, cápsulas, óvulos, vitamina D, evito usar calça jeans e ob e ficar de biquini molhado. Absorvente só cobertura normal e uso sabonete de glicerina. Enfim , já tentei de tudo e já não sei mais o que fazer. Já fui a muitos médicos e até hoje nenhum solucionou o meu problema. Tem indicação de um ginecologista especialista nisso no Rio de Janeiro? Se puder me ajudar, te agradecerei intensamente! Obrigada!

    Resposta
  3. Thiago

    Olá Lika! Vc não vai continuar o seu post? Como tudo acabou ? Quais foram os outros métodos adotados?

    Resposta
  4. Maiara

    Olá querida!! Nossa li seu post e me
    Vi nele!!! Sei bem o que é ter os sintomas da vulvoldyna! Mas graças a deus descobri super rápido o que causava!! No meu caso era os anticoncepcionais!!! Foi so parar nunca mais senti nada! Porém ganhei minha bebe a quase 3 meses e tentei tomar as minipilulas!!! Nossa foi tenso!! Voltou tudo!!! Tive que suspender!! E agora esta tudo bem!!!! Beijos e obrigada pelos posts muito esclarecedores!!

    Resposta
  5. Ana Garcia

    Bom dia…tenho diagnosticada vulvodnia há alguns meses e por enquanto vivonuma espécie de negação,foi fácil o diagnóstico mas não mais tive consultas e só terei em janeiro de 2014.(estamos a 10 dezembro 2013).Gostava de entrar em contacto(mail) com algumas de vocês…para fazer-vos algumas perguntas e perguntar-vos se têem ou não outros sintomas associados como dores musculares. um abraço grande desde já.Vivo em Lisboa(Portugal)

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s